Astral
HistóriaA História do Astral

Grupo Espírita ASTRAL Paraíso do Bem



Em março de 1926, na cidade de Barbacena, a Rua Tomaz Gonzaga, nº 90, reuniram-se as famílias de: José Abrantes Júnior, sua esposa Maria dos Anjos Abrantes e filha Julieta Nazareth Abrantes; Joaquim Alves Coelho, sua esposa Rosa Santos Coelho e suas filhas: Léa Santos e Alvarina Santos; Guilhermina da Conceição, Arthur dos Santos, Silvio Mattos e Catharina Santos.

Reuniram-se para orar em benefício de Arthur dos Santos, e como se achavam presentes dois médiuns já desenvolvidos (Silvio Mattos e José Abrantes) e outros em desenvolvimento (Maria dos Anjos, Rosa Santos, Arthur e Catharina Santos), manifestou-se o espírito JOSÉ, O Servo de Deus, e um espírito indígena, de nome GYGUI; solicitaram-nos que fizéssemos o desenvolvimento dos outros médiuns e nos orientaram a fazer ´as caridades´, conforme Deus nos permitisse. Assim, em obediência, se fez.

Em reuniões diárias, começou a manifestar outro espírito indígena, identificando-se como JABURU (este foi o seu nome na tribo). O médium José Abrantes Júnior o recebia e chegou a fazer curas por meios de raízes (certa vez, indicou determinada raiz para a menina Léa Santos Dias, que sofria de pertinaz asma – bronquite; e em outra ocasião, medicou e ajudou no restabelecimento da menina Julieta Nazareth, em estado alarmante do período de dentição). A médium Maria dos Anjos começou a receber o espírito de Angélica Adalgisa e a médium Rosa Santos, o espírito Itagiba.

Em regresso de suas viagens, o médium Silvio Mattos, recebeu o espírito de Gygui, que anunciou que deveríamos agradecer a Deus ´as caridades´, mas que muitas outras teríamos que fazer.

Com a ampliação e a divulgação dos trabalhos, vários pedidos de consultas foram chegando, o que influenciou no aumento de assistentes as reuniões. Com o passar do tempo, o número de adeptos cresceu e outros médiuns foram desenvolvidos, com isto, vieram em nosso auxílio, outros espíritos.

O espírito de Paulo Gercey, como Patrono, nomeou o confrade Antônio Pereira de Abreu Júnior, para presidir o grupo e denominou o conjunto de GRUPO ASTRAL PARAÍSO DO BEM – CORAÇÃO DE JESUS.

Depois foi organizado o Estatuto (registrado em cartório de pessoas jurídicas em Juiz de Fora) e a diretoria. Para concluir a organização, o grupo filiou-se a União Espírita Mineira de Belo Horizonte.

Para constar, fica este resumo histórico arquivado no Grupo.

Deus, em sua Bondade Infinita, permita sempre o progresso geral.

Barbacena, fevereiro de 1929.

Assinam: J. Abrantes Júnior, Rosa Santos Coelho, Joaquim Alves Coelho e Antônio Pereira de Abreu Júnior



Diretoria Eleita / Biênio 2013/2014:

PRESIDENTE: Rose Xavier
VICE-PRESIDENTE: João Renato Araújo
1º SECRETÁRIA: Simone Barros
2º SECRETÁRIA: Bráulia Meireles
1º TESOUREIRO: Sandro Sandim
2º TESOUREIRO: Maria Helena C. Paiva
DOM (Departamento de Orientação Mediúnica): Nelson Xavier
DASPE (Departamento de Assistência e Promoção Social Espírita): Dayse Lucy
DCSE (Departamento de Comunicação Social Espírita): Conceição Dornelas
POMAR (Programa de Assistência ao Menor Amor e Razão): Paulo Sérgio
PATRIMÔNIO: Daniel Falzoni
BIBLIOTECA: Daniel Raimundo
DIJ (Departamento da Infância e Juventude): Silvia Alves
DIRETOR DE EVENTOS: Silvia Xavier e Sandra Ferreir

CONSELHO FISCAL EFETIVOS
      – Jésus Cordeiro
      – Vinicius Menezes
      – Olga Costa Pinto

CONSELHO FISCAL SUPLENTES
      – Edgar Coutens Menezes
      – Liliana Ferreira
      – Alexandro José da Silva



Leia também:

- As imagens da história do Astral.


- Os textos relacionados à história do Astral.